abril 30 2021 0Comentários

Integração do Rio São Francisco em debate

Por CREA-RN em 27/04/2021 às 08:58 | Atualizado em 28/04/2021 às 03:05

O Capacita Crea-RN desta terça-feira (27), reuniu, virtualmente, cerca de 100 participantes entre profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua e autoridades do Estado para discutir sobre as perspectivas do Projeto de Integração do Rio São Francisco no Rio Grande do Norte. O evento coordenado pela presidente do Conselho, a engenheira Ana Adalgisa Dias Paulino, contou também com a participação do Secretário Nacional de Segurança Hídrica do Ministério do Desenvolvimento Regional, Sérgio Costa. Para o secretário, a chegada das águas do Rio São Francisco ao RN vai potencializar o crescimento econômico e social do estado.

 “Obras hídricas são uma porta de entrada para investimentos. A água é essencial para irrigar, produzir e gerar emprego e o estado nunca foi tão privilegiado em termos de segurança hídrica como nos últimos anos, disse o secretário na abertura. As águas chegarão por meio do Ramal do Apodi, que integra o Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco e  terá 115,5 quilômetros de extensão, com investimento projetado em R$ 1,7 bilhão pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

O diretor de Projetos Estratégicos da Secretaria Nacional de Segurança Hídrica (SNSH), Oscálmi Porto Freitas, apresentou detalhes técnicos do Projeto de Integração do Rio São Francisco aos participantes. As estruturas que compõem os Eixos Leste e Norte e o caminho que as águas percorrerão até alcançar o território do Rio Grande do Norte.

“Hoje, o Projeto São Francisco atende 12 milhões de pessoas em 390 municípios. E tem sido um vetor de mudança da realidade dessas pessoas. O Ministério tem o olhar voltado ao desenvolvimento econômico das regiões e o projeto também tem esse viés. Quando tivermos a garantia da segurança hídrica, vamos fomentar outras atividades de desenvolvimento econômico”, destacou Freitas.

 A presidente Ana Adalgisa colocou o conselho à disposição dos governos federal e estadual e reafirmou a intenção do Crea de continuar sendo parceiro dentro da linha de atuação da Engenharia, Agronomia e Geociências. “Precisamos assumir o protagonismo do desenvolvimento sócio, econômico e ambiental junto com todas as esferas. Esse é um evento que tem a função de trazer para o debate assuntos relevantes para crescimento do Rio Grande do Norte”, disse a presidente.

O encontro foi acompanhado pelo vice-presidente do Crea-RN, o engenheiro ambiental Gilbrando Júnior, do Assessor técnico especial da Semarh, Paulo Varela, do Diretor Geral da Femurn, Fábio Dantas, do Conselheiro Federal, Modesto Ferreira, Diretor Geral da Mútua, Márcio Sá, além de conselheiros, representantes de entidades de classe e servidores do Conselho.

A previsão é que as águas do Rio São Francisco cheguem ao Rio Grande do Norte pelo ramal do Apodi, via leito natural do Rio Piranhas/Açu no mês dezembro deste ano.  

CONFIRA A APRESENTAÇÃO DA PALESTRA CLICANDO NO LINK ABAIXO: 

https://crearn-my.sharepoint.com/:b:/g/personal/anelly_crea-rn_org_br/EeWYpqsGEXNOgP0Cy7unLLABhGjREv…

wordpress