Representantes do Crea-RN aprovam trabalhos no Contecc

Representantes do Crea-RN aprovam trabalhos no Contecc

Por CREA-RN em 05/07/2019 às 06:19


Quatro representantes do Crea-RN tiveram trabalhos aprovados na 6ª edição do Congresso Técnico-Científico da Engenharia e da Agronomia 2019 (Contecc), que será realizado em Palmas (TO) durante a 76ª Semana Oficial de Engenharia e Agronomia (Soea), de 16 a 19 de agosto. O Contecc é um dos eventos mais esperados, pois é uma exposição em que estudantes e profissionais conseguem projetar e divulgar suas ideias para o público presente no evento.

O engenheiro civil e conselheiro do Crea-RN, Cássio Freire Câmara, teve o projeto “Novo tipo de bloco cerâmico híbrido para edificações em alvenarias estruturais” aprovado no Contecc 2019. O profissional explicou que o trabalho é resultado de uma pesquisa, objeto de mestrado e doutorado, que analisou o pó de brita extraído em Caicó e região, adicionado à argila retirada de Assú. Após uma série de formulações verificou-se que é ideal para o bloco cerâmico estrutural. “Fiquei orgulhoso com essa aprovação, pois o projeto tem uma utilidade prática forte no mercado imobiliário”, afirmou o conselheiro.

O diretor institucional e conselheiro do Crea-RN, Julio Cesar de Pontes, aprovou trabalhos em todas as edições do Contecc, inclusive em três edições foi premiado entre os 21 melhores do país. Desta vez o tema abordado foi “Impactos ambientais provocados pelos argilominerais na produção de gipsita na região do polo gesseiro do Araripe (PE)”. Segundo o profissional, que também é professor do IFRN, cada ano é uma emoção diferente. “Receber a notícia de aprovação de um trabalho no Congresso é muito gratificante porque nos dedicamos o ano inteiro em estudos e novas técnicas para expor algo relevante aos profissionais que estarão no Contecc”, ressaltou o diretor.

Conselheiro da Câmara Especializada de Engenharia Química, professor da UnP e pesquisador da UFRN, Wendell Bezerra, conseguiu aprovação no Contecc 2019 com um trabalho que propõe realizar a extração de corante natural a partir do resíduo da Uva Isabel, produzida em grande quantidade por indústrias de vinhos e polpa de frutas. “Recebi a aprovação com satisfação, pois é o reconhecimento de um trabalho que revelou o potencial de uma aluna”, destacou.

A aluna citada pelo professor Wendell é Ana Beatriz Farias Moura dos Santos, aluna do 7º período de engenharia química na UFRN e membro do programa Crea Júnior RN. “Acredito que vai ser uma experiência incrível participar do Contecc, ainda mais enquanto representante do Crea Júnior RN”, comentou. Ana explicou que a ideia é utilizar o corante natural em indústrias alimentícias e têxteis.