Profissionais são homenageados na abertura do Conest

Profissionais são homenageados na abertura do Conest

Por CREA-RN em 18/10/2018 às 07:48

Uma noite marcada por homenagens. Assim pode ser resumida a abertura do 20º Congresso Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Conest), nesta quarta-feira (17). O presidente do Confea, Joel Krüger, a diretora administrativa da Mútua, Giucélia Figueiredo, a presidente do Crea-RN, Ana Adalgisa Dias Paulino, representantes dos poderes legislativo e judiciário, membros de organizações de Angola e Portugal, além de representantes de entidades e profissionais da área de segurança do trabalho lotaram o auditório da Escola de Governo, em Natal.

Ao abrir oficialmente a solenidade, o presidente da Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Anest), Benvenuto Gonçalves, agradeceu a equipe organizadora do evento e falou sobre a orgulho que os engenheiros de segurança estão em sediar o Conest em terras potiguares. “Estamos muito felizes, esse é um momento de integração, pois reúne representantes de todo país, inclusive profissionais e representantes de organizações de países como Angola e Portugal”, comemorou.

Homenageada com o título de benfeitora da Associação Lusófona de Engenharia de Segurança e Saúde no Trabalho (ALENGESST) e com a medalha da Ordem dos Engenheiros Técnicos de Portugal, a presidente do Crea-RN, Ana Adalgisa Dias, destacou a importância do evento para a troca de conhecimento. “Com o Conest teremos a oportunidade de mostrar o que está sendo desenvolvido aqui, mas também saber o que os profissionais de fora do Brasil estão desenvolvendo por lá”, ressaltou Ana.


Também foram homenageados o presidente da Ordem dos Engenheiros Técnicos de Portugal, Augusto Guedes, a vereadora Ana Paula, a ex-presidente do Crea-RN, Elequicina dos Santos, o conselheiro do Crea-RN, Raimundo Cícero Montenegro. O presidente da Anest, Benvenuto Gonçalves, ganhou um assento na Academia Brasileira de Engenharia de Segurança.



O presidente do Confea, Joel Krüger, falou sobre a importância de discutir a legislação. “Queremos no Conest discutir novas normas, normativos com intuito, não apenas para proteger a vida, atividade principal, mas proporcionar qualidade no dia a dia das pessoas, como as questões da ergonomia”, destacou. Joel ainda acrescentou que a Coordenadoria das Câmaras de Segurança do Trabalho (CCEST) tem atuado para preservar as Câmaras de Engenharia de Segurança do Trabalho em todo Brasil “porque é fundamental para cumprir a legislação e nada mais social do que segurança do trabalho”.

Durante o evento, o presidente da Anest, Benvenuto Gonçalves, assinou alguns acordos de cooperação como, por exemplo, o Tribunal Regional do Trabalho como o objetivo de promover a saúde, a prevenção de doenças e o combate ao trabalho infantil.

Dados

De acordo com informações do Ministério do Trabalho, o maior índice de acidentes de trabalho no Rio Grande do Norte está nos ambientes hospitalares com 11,49% das notificações. Os acidentes mais comuns são provocados por materiais perfurocortantes. O assunto foi destaque no segundo dia do Conest, abordado pela engenheira do trabalho de Portugal, Marta Jorge de Vasconcelos. “Hepatite e HIV são exemplos de doenças de caráter ocupacional que podem se manifestar em trabalhadores que têm contato com fluidos humanos contaminados”, alertou. Marta ainda complementou que o estetoscópio, tão utilizado pelos médicos, é o instrumento mais contaminado nos ambientes de saúde.