Congresso discute desenvolvimento e união dos engenheiros

Congresso discute desenvolvimento e união dos engenheiros

Por CREA-RN em 14/09/2018 às 06:24

A presidente do Crea-RN, Ana Adalgisa Dias, discursou na abertura do 10º Congresso Nacional dos Engenheiros, em São Paulo, representando os presidentes dos Creas. O evento, que teve como tema “Retomar o desenvolvimento e defender os engenheiros”, reuniu profissionais das diversas engenharias.

Em sua fala, a presidente chamou atenção para a importância de proteger a Engenharia. “Estamos sendo acusados de tudo que é mau feito. Temos que nos unir ainda mais porque a Engenharia unida é muito mais forte. Pelo desenvolvimento do Brasil e para proteger a nossa Engenharia e nossa inteligência. Vamos colocar o país no rumo que ele deveria estar. A Engenharia tem que ser protagonista”, destacou.


União também foi o tom da fala do presidente da FNE, Murilo Pinheiro, que pediu ainda calma e força na Engenharia. “Nós entendemos perfeitamente que somente com a engenharia unida vamos conseguir um Brasil mais forte", disse. O presidente da FNE destacou também o crescimento dos sindicatos devido a anos de trabalho e dedicação, Murilo procurou encorajar os presentes a buscarem as saídas para a crise e lembrou do esforço iniciado em 2006 para a construção das propostas do Cresce Brasil, que chega a este ano a mais uma edição com novas ideias aos candidatos e futuros governantes.


O evento, organizado pela Federação Nacional dos Engenheiros, ocorre a cada três anos, momento em que é eleita uma nova diretoria da FNE, bem como as bases que serão defendidas pela categoria enquanto política de valorização da engenharia, do trabalho e do país como um todo. Diversos debates sobre a conjuntura política, econômica e social ocorreram antes da plenária final do congresso.


O presidente do Confea, Joel Krüger, ressaltou a relevância da engenharia para o desenvolvimento do país. “Se queremos efetivamente estar na vanguarda do desenvolvimento nacional e recuperar o Brasil, precisamos que a Engenharia esteja à frente das principais ações. Sabemos planejar, projetar e executar. Mas temos que estar no comando”, defendeu o presidente domConfea dizendo que, para isso, é necessário que toda Engenharia esteja unida.