Crea promove Encontro com os candidatos ao Governo do RN

Crea promove Encontro com os candidatos ao Governo do RN

Por CREA-RN em 10/09/2018 às 06:33

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do RN (Crea-RN)  iniciou, nesta segunda-feira (10), o Encontro dos Candidatos ao Governo do RN, evento que tem como objetivo conhecer as propostas dos postulantes ao cargo de governador para as áreas de engenharia, agronomia e geociências visando o desenvolvimento do Estado. No primeiro dia do Encontro, quatro candidatos apresentaram suas ideias: Heró Bezerra (PRTB), Breno Queiroga (Solidariedade), Dário Barbosa (PSTU) e Fátima Bezerra (PT). O evento prossegue nesta terça-feira (11) com apresentação das propostas dos candidatos Carlos Alberto (PSOL), às 8h; Kadu Ciarlini (PP), às 9h e Freitas Júnior (Rede), às 10h, na sede do Crea-RN.

Os candidatos receberam das mãos da presidente do Crea-RN, Ana Adalgisa Dias, a Carta da Engenharia, Agronomia e Geociências, uma síntese com recomendações das áreas que integram o sistema Confea/Crea e Mútua em defesa do desenvolvimento sustentável do RN. “Queremos contribuir com sugestões que possam garantir um Estado forte economicamente e cada vez melhor para se viver”, afirma a presidente.

Cada candidato expôs as suas ideias e, em seguida, respondeu três perguntas encaminhadas por profissionais ligados ao Conselho. O evento reuniu diretores do Crea-RN, conselheiros, representantes de entidades de classe, membros da diretoria da Mútua, além de parlamentares e servidores.

O primeiro a expor suas ideias foi o candidato Heró Bezerra (PRTB) que apresentou seu plano de governo e respondeu aos questionamentos dos profissionais abrindo espaço para categoria fazer perguntas. “O RN precisa crescer. Se eleito, pretendo dialogar com a sociedade. Não sou técnico, mas vou administrar com técnicos ao meu lado porque chega de situações embaraçosas”, disse o candidato Heró.

Em seguida foi a vez de Brenno Queiroga (Solidariedade) apresentar suas propostas e responder as perguntas. Ex-prefeito do município de Olho D’água dos Borges, Brenno defendeu a criação de um banco de projetos estruturantes com o intuito de obter recursos junto ao Governo Federal e investir no RN. Brenno destacou, ainda, a utilização da tecnologia para atingir as metas propostas em diversas áreas. “Pretendo modernizar a máquina pública em todas as áreas e, para isso, se faz necessária a capacitação dos servidores nas áreas de saúde, segurança, educação, por exemplo. Tecnologia gera eficiência e economia em todos os órgãos”, afirmou.

Brenno Queiroga, que é engenheiro civil, destacou a importância de desenvolver projetos na área de infraestrutura como recuperação e construção de estradas para minimizar os problemas de logística. O candidato disse que o RN precisa valorizar os pequenos mineradores e divulgar o potencial de exploração mineral do Estado. Brenno defendeu que o Estado mantenha recursos para realizar a manutenção preventiva dos prédios públicos e não apenas a corretiva.

Terceiro candidato a participar do Encontro, Dário Barbosa (PSTU) chamou a atenção dos presentes para a questão financeira entre estados e união. “Vamos trabalhar de forma que boa parte da dívida pública possa voltar para o Estado. Com isso, teremos planejamento de investimento”, explicou. Em relação às propostas para as áreas que integram o Conselho, Dário Barbosa ressaltou a necessidade de manter um plano de manutenção de obras. “O Estado não tem fundo de investimento para reformar escolas, delegacias, açudes, unidades de saúde e presídios. O Estado não tem plano de manutenção para nada”, disse.

Dário apresentou ainda a proposta de criar uma agência de fomento para ajudar no desenvolvimento da mineração do RN. Na área de saneamento o candidato falou da importância de fazer ações conjuntas com os municípios. “O lixo é um problema de todos. Precisamos discutir essas parcerias que possam ser compartilhadas com os municípios e que podem gerar economia e educação ambiental”, disse.

Fechando o primeiro dia do Encontro com os Candidatos ao Governo do RN, a senadora Fátima Bezerra (PT) iniciou sua fala lembrando que o Crea-RN é comandado por uma mulher na presidência. A candidata disse que a eleição, deste ano, é diferente, devido ao clima de instabilidade econômica, política e jurídica no país. “Esperamos que em 2019 o Brasil possa ser pacificado em um clima de normalidade”, afirmou.

Para a senadora o clima entre os eleitores é de frustração diante do que vive o RN, mas também tem o sentimento de esperança”, declarou. No quesito segurança pública, Fátima falou que os dados são insuportáveis. “O índice que coloca o RN como o estado mais violento do país não é exclusividade do RN, mas a ineficiência do atual governo piorou o que já era ruim”, disse. Fátima destacou que o RN é referência em energia eólica, desenvolvimento de energia solar e maior produtor de petróleo em terra.