CP discute conduta em relação à saída dos técnicos

CP discute conduta em relação à saída dos técnicos

Por CREA-RN em 23/08/2018 às 08:50

A presidente do Crea-RN, Ana Adalgisa Dias e o diretor Institucional Edgar Burlamaqui de Lima participaram da 4ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes - fórum consultivo do Confea composto pelos presidentes do Federal e dos Creas e pelo diretor-presidente da Mútua, realizada esta semana em Belo Horizonte (Minas Gerais).  Durante o encontro foi o discutido o alinhamento das condutas em relação à saída dos técnicos do Sistema.

O presidente do Confea, engenheiro civil Joel Krüger, reforçou a ideia de que ainda neste ano as transferências de dados e financeiras sejam feitas. “Precisamos virar a chave em relação ao novo Conselho até para que todos os Creas saibam o real impacto da saída desses profissionais em cada Regional.

Para tanto, o presidente Joel anunciou a criação de uma comissão interna do Confea composta pela Superintendência de Integração do Sistema (SIS), Procuradoria Jurídica (Proj), Gerência de Tecnologia da Informação (GTI) e a Chefia de Gabinete para juntamente trabalhar com uma equipe composta pelo Conselho Federal dos Técnicos (CFT) para cuidar dessa transição. “Também convidamos alguns presidentes de Creas para compor essa comissão”, complementou. Foram nomeados para participar: eng. eletric. Luiz Cosenza (Crea-RJ), eng. agr. Ari Geraldo Neumann (Crea-SC) e eng. civ. Antônio Carlos de Aragão (Crea-PB) e um representante da Mútua. Na segunda-feira (6), o GT estará reunido no Confea. A ideia é que os representantes do novo Conselho apresentem um cronograma e um plano de ação para transição.

 

Outros assuntos do CP

Os presidentes ainda discutiram assuntos importantes como alinhamento entre os Creas e o Confea sobre diversos eventos, os avanços junto à Ordem dos Engenheiros de Portugal (OEP), a aprovação de editais de chamada pública e a 75ª Semana Oficial de Engenharia e Agronomia (Soea).

Na abertura da reunião, o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lúcio Fernando Borges, deu boas-vindas aos participantes e reforçou a importância do alinhamento entres os Creas e o Confea sobre diversos temas. “A reunião do Colégio de Presidentes é o momento de apresentar propostas e alinhar o trabalho de todos os Creas do país”, disse o presidente.

Já o coordenador do Colégio de Presidentes, engenheiro agrônomo Francisco Almeida (Crea-GO), destacou as exitosas experiências de Minas Gerais, ao mencionar as palestras do primeiro dia. “Tudo que foi apresentado aqui - Colégio de Empresas de Minas Gerais, Fiscalização Especializada no Agronegócio - pode servir de inspiração para outros Regionais”, alertou Almeida.


Durante a reunião, o presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), Joel Krüger, compartilhou com os presidentes os avanços junto à Ordem dos Engenheiros de Portugal (OEP). Entre eles, propostas de avanços nos procedimentos de registro recíproco e de utilização do Acervo Técnico como incremento das competências profissionais para os profissionais brasileiros que visam ao nível sênior na OEP. “A OEP utilizará a plataforma brasileira de ART e CAT com vistas à equalização de documentos e de procedimentos. No Fórum de Presidentes, compareceram diversos profissionais brasileiros, acolhidos pelo Termo de Reciprocidade. Esclarecemos dúvidas e recebemos sugestões de melhorias nos procedimentos para os dois órgãos”, destaca Krüger. Ambas entidades firmarão o aditivo ao Termo de Reciprocidade na reunião que ocorrerá em novembro no Brasil.

O presidente também falou sobre a aprovação, pelo plenário, de editais de chamada pública que têm como objetivo selecionar entidades de classe do Sistema Confea/Crea, em regime de mútua cooperação, para consecução de atividades de interesse público ou recíproco. “Pedimos reforço dos Creas na divulgação desses chamamentos junto às entidades regionais. A previsão é que os termos sejam assinados até dezembro para execução no primeiro semestre do ano que vem”, disse Kruger.

Joel ainda divulgou outra ação aprovada pelo plenário: a Política de Critérios para a Participação do Confea em eventos de interesse nas áreas da Engenharia, Agronomia e das Geociências por meio da locação de estandes. ”O objetivo é contribuir para o fortalecimento da imagem institucional do Sistema. O documento traz transparência aos critérios para seleção pública de projetos”.